Print Friendly, PDF & Email

Abstende-vos de toda a aparência do mal1 Tessalonicensses 5.22

O mundo em que vivemos está cercado de muitos males. A violência, a traição, o individualismo, o orgulho, a falta de amor e outros fatores destrutíveis têm influenciado e distanciado muitos cristãos da presença de Deus. Portanto, aquele que deseja viver uma vida de comunhão com Deus e agradá-lo precisa firmar o compromisso de “apartar-se do mal”.

Uma das qualidades do caráter de Jó foi que ele se desviava do mal, Jó 1.1, isso fez com que o próprio Deus testemunhasse da sua fidelidade, Jó 1.8. O salmista Davi, um homem segundo o coração de Deus ensinando a respeito do temor do Senhor escreveu: “Aparta-te do mal e faze o bem; procura a paz e segue-aSalmo 34.14. Esta mesma recomendação Pedro deixou aos cristãos do primeiro século, 1 Pedro 3.11. Por esta razão, entende-se que fugir da aparência do mal não é uma opção para o cristão, mas uma ordenança divina.

Desviar-se do mal significa afastar-se de tudo o que é prejudicial à vida espiritual que tenta tirar a paz do cristão, por exemplo:

1. “O cristão deve fugir de contendas1 Coríntios 1.10;
2. “O cristão deve fugir dos desejos de vingançaRomanos 12.9;
3. “O cristão deve fugir da prostituição”.

Este último imperativo Paulo enfatizou aos cristãos de Corinto dizendo: “Fugi da prostituição1 Coríntios 6.18; ele também orientou o jovem pastor Timóteo a “fugir dos desejos da mocidade1 Timóteo 2.22.

Davi, embora tenha sido um excelente rei para Israel, fracassou com sua família e não teve paz, porque não fugiu da aparência do mal, ele preferiu “CAIR” em tentação, e o resultado disso foi a sua ruína, 2 Samuel 11.1-5; 12.1-12. Por outro lado, José, depois de passar por várias provações, teve uma família abençoada, viveu uma vida muito próspera e com muita paz; o segredo disso tudo foi a sua fidelidade a Deus, pois na hora da tentação ele aplicou o princípio que todo cristão deve aplicar: “FUGIRGênesis 32.12.

por Sergio Cruz, Pastor

Prevenir hoje é essencial para se viver em paz amanhã.

Fonte: Devocionário O Brasil Para Cristo (www.editoraobpc.com.br)

Comentários

comentários