Print Friendly, PDF & Email

Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santosEfésios 6.18

Literalmente, pode-se afirmar que o cristão está vivendo “os dias maus” preditos nas Sagradas Escrituras, Efésios 5.16, porque o mundo jaz no maligno, 1 João 5.19, e seu alvo principal é o cristão, pois os ímpios já estão presos nas suas astúcias, Efésios 2.1-2, por isso, ele vai fazer de tudo para enfraquecer o cristão e por fim derrubá-lo.

Portanto, é importante que o cristão esteja revestido da armadura de Deus para se defender das ciladas do diabo, Efésios 6.10-11, e também, esteja orando e vigiando constantemente, “porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade…Efésios 6.12.

O “dia mau” não se refere a um dia determinado do mês ou do ano “chronos”, mas se refere a um tempo oportuno “kairós” que o inimigo vai usar para tentar derrubar o cristão. Este tempo oportuno é justamente o momento em que o cristão não estiver vigiando. Um exemplo disso foi a queda do rei Davi, 2 Samuel 11.1-4.

Por esta razão, é importante entender que com o diabo não se brinca, porque ele não é qualquer um; ele é inteligente, foi o primeiro pregador da história, Gênesis 3.1, conhece a Bíblia, Lucas 4.10,11 e tem poder, Efésios 6.12 e vai usar vários métodos para tentar enganar o cristão; um deles é contaminar a mente, induzindo-a ao pecado, Tiago 1.13-15, assim como ele conseguiu enganar Eva, Gênesis 3.1-6.

Assim sendo, compete ao cristão observar e aplicar dois princípios importantes que estão associados à armadura de Deus: a oração e a vigilância, Efésios 6.18. “Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar1 Pedro 5.8.

por Sergio Cruz, Pastor

A oração e a vigilância são dois sistemas de defesa importantes na batalha espiritual.

Fonte: Devocionário O Brasil Para Cristo (www.editoraobpc.com.br)

Comentários

comentários