Print Friendly, PDF & Email

Relatório da SBB contabiliza mais de 1,5 milhão de exemplares distribuídos em 2016, um aumento de quase 400% em relação aos dados do ano anterior.

Em total sintonia com a evolução dos hábitos e necessidades dos leitores, a Sociedade Bíblica do Brasil registrou, em 2016, um aumento de 391,61% na distribuição de Bíblias no formato digital, passando de 384.668, no ano anterior, para 1.506.406 exemplares. Ao todo, contabilizando as versões impressas e digitais, a SBB alcançou a marca de 6.773.421 de Bíblias completas distribuídas. Já o total de Escrituras, que considera ainda Novos Testamentos, livretos, folhetos, obras acadêmicas e publicações infantis, atingiu 277.397.304 publicações.

Destaca-se, especialmente, o aumento da distribuição gratuita de Escrituras no formato digital, numa ação sem precedentes na história da SBB. A tecnologia digital, entretanto, exigiu altos investimentos em desenvolvimento de plataformas e outros recursos, levando a organização a depender ainda mais do apoio de ofertas. Em contrapartida, a SBB consolidou nova maneira de cumprir a missão de transformar vidas com a Palavra de Deus, promovendo, ainda, a inclusão digital e atingindo grupos da sociedade que, até então, não eram beneficiados. 

Esse crescimento na distribuição da Bíblia no formato digital indica que estamos alcançando não somente os adeptos das inovações tecnológicas, mas, principalmente, os jovens, para os quais o papel já não é a mídia principal, afirma o diretor executivo, Rudi Zimmer, destacando a importância do aplicativo Bíblia Plus nesta conquista. Ao oferecer gratuitamente todas as traduções bíblicas da SBB, o App permite que o livro mais lido traduzido e distribuído do mundo também seja acessado facilmente a partir de computadores, tablets e smartphones.

Para chegar a números tão expressivos na distribuição, a SBB conta com um dos maiores parques gráficos do mundo destinados exclusivamente à produção de Bíblias e Novos Testamentos – a Gráfica da Bíblia, localizada em Barueri, SP, e nove unidades regionais espalhadas pelas principais capitais do País.

Confira os dados completos nos quadros a seguir.

Distribuição de Escrituras no Brasil em 2016

Tipo de Escritura Quantidade
Bíblias 6.773.421
Novos Testamentos 313.347
Livretos 1.071.105
Folhetos 268.213.900
Acadêmicos 59.072
Diversos 296.373
Porções Novos Leitores 670.086
Total 277.397.304

Distribuição de Escrituras Digitais no Brasil em 2016

Tipo de Escritura Quantidade
Bíblias 1.506.406
Livretos 33.000
Acadêmicos 5.727
Porções Novos Leitores 1.135
Total 1.546.268

A marca da SBB é garantia de traduções que são fiéis aos originais bíblicos e seguem padrões de excelência internacionais, tornando-se por isso as preferidas dos leitores. Este diferencial está presente desde a mais antiga publicação, a Tradução Brasileira (TB), lançada em 1917. Na época do lançamento, a TB ficou conhecida como a “tradução tira-teima”, devido à sua literalidade.

A Bíblia Almeida Revista e Corrigida (ARC) tem por base a tradução feita por João Ferreira de Almeida no século 17. Sua linguagem é clássica, tendendo ao erudito.

Na Almeida Revista e Atualizada (RA), o texto traduzido por Almeida passou por uma profunda revisão na década de 1950, e por outra mais leve, cerca de 40 anos depois. Também uma tradução clássica, o texto foi trabalhado de maneira a soar bem aos ouvidos. A pedido das igrejas, a RA recebe agora novas alterações. A edição do Novo Testamento, Salmos e Provérbios é o primeiro fruto deste trabalho.

Já a Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), a mais recente de todas, caracteriza-se pela linguagem popular, sendo uma ferramenta perfeita para a evangelização. Compreendendo isso, as igrejas fizeram dessa tradução a que tem o maior crescimento no Brasil desde o ano de seu lançamento, em 2000, destaca Paulo Teixeira, secretário de Tradução e Publicações da SBB.

Fonte: Oficina da Palavra: (11) 3289 2139 | Denise Lima: (11) 99611 7381 | Luciana Garbelini: (11) 99292-2131

Comentários

comentários