Print Friendly, PDF & Email

Estas seis coisas aborrecem o Senhor (…), e mãos que derramam sangue inocenteProvérbios 6.16-17

Derramar sangue inocente é o mesmo que tentar prejudicar alguém traiçoeiramente. Geralmente, este fator é movido pela vingança, pela traição, e até pela inveja. Isso prejudica a comunhão com o próximo e também com Deus. Portanto, compete ao cristão vigiar para não ser induzido pelo impulso carnal, para não pecar contra Deus.

O primeiro exemplo bíblico de alguém que derramou sangue inocente foi o de Caim que matou o seu irmão Abel, Gênesis 4.8-10. Caim ficou tão irado porque a sua oferta não foi aceita por Deus enquanto que a oferta de seu irmão foi aceita, que tentou se vingar matando seu irmão, Gênesis 4.8. A única razão porque Deus aceitou a oferta de Abel e rejeitou a oferta de Caim foi por causa das obras, Hebreus 11.4; 1 João 3.12.

Outros exemplos bíblicos de alguém que derramou sangue inocente foi o de Joabe que matou Abner pelas costas, 2 Samuel 3.27, e de Judas que traiu Jesus, Mateus 27.4. Caim colheu a maldição como consequência de seu pecado, Gênesis 4.10-12; Joabe também colheu maldição para ele e para a sua descendência, 2 Samuel 3.29; a traição de Judas resultou nas 30 malditas moedas de prata, e por fim, na sua morte, Mateus 27.1-10.

Um dos versículos que mais se ouve nos dias atuais é: “(…) Maldito o homem que confia no homem…Jeremias 17.5. Atualmente, o que se vê neste mundo traiçoeiro e egocêntrico é a traição e a falta de amor. Parece que as pessoas estão se tornando individualistas e não confiam mais no próximo, tudo isso por causa de muitas decepções causadas pela inveja, pela vingança e pela traição. Todavia, é importante considerar que Jesus disse que o cristão é a luz deste mundo, Mateus 5.14. Um verdadeiro cidadão do céu não fala mal de ninguém nem pelas costas, e nem tampouco aceita qualquer traição contra o próximo, Salmo 15.1,3.

por Sergio Cruz, Pastor

Agir traiçoeiramente contra o próximo é evidência
de insensatez e de imaturidade cristã.

Fonte: Devocionário O Brasil Para Cristo (www.editoraobpc.com.br)

Comentários

comentários