Print Friendly, PDF & Email

O Senhor lhe apareceu de noite e disse: Ouvi sua oração, e escolhi este lugar para mim, como um templo para sacrifícios2 Crônicas 7.12

A construção do templo em Jerusalém estava finalizada e Salomão, junto com o povo, preparava-se para consagrá-lo a Deus. No versículo quatro do capítulo seis ele faz uma declaração de fé e convicção de que Deus fala ao seu povo. Naquela mesma noite, Deus confirmou ser o Deus que fala. O Senhor lhe apareceu e disse: “ouvi tua oração”.

Deus responde a Salomão dizendo que sua oração foi ouvida, que seus olhos estavam abertos, e seus ouvidos atentos e fixados em seu povo. É bom saber que o Pai ouve a nossa oração. Que Ele tem seus olhos abertos e voltados a cada um de nós. Quão grandiosa é a misericórdia de Deus para conosco.

Deus não apenas ouve, mas também responde. A resposta de Deus: “se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar, me buscar e se converter dos seus maus caminhos…”. A condição de Deus é que sejamos um povo humilde; que oremos e busquemos nEle a graça, a confiança e a intimidade. Devemos ter o desejo de nos relacionar com Ele.

O que não pode, é o povo de Deus ser “inconstante em todos os seus caminhos” como escreveu Tiago em 1.9. Se em nós há caminhos maus, precisamos, com urgência, voltarmos para os justos e verdadeiros caminhos do senhor. O salmista, Salmo 139.24, declarou “vê se há em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno”.

Teremos o cumprimento das promessas de Deus nas nossas vidas: “perdoarei os seus pecados”, “sararei a sua terra”, “estarão abertos os meus olhos”, “atentos os meus ouvidos à oração que se fizer neste lugar”.

por Carlos Gomes, Pastor

Deus ainda é o Deus que nos ouve e responde.

Fonte: Devocionário O Brasil Para Cristo (www.editoraobpc.com.br)

Comentários

comentários